20 de junho de 2011

O menino da cabana


   Manhã de inverno, 25 de junho de 2009, Caroline acordou, abriu a janela que dava para o jardim, as flores ainda estavam sobre o frescor do orvalho, respirou aquele ar puro, aquele friozinho de junho, vestiu um casaco e saiu por entre os campos da fazenda do seu avô, o qual ela tinha verdadeira adoração, aquelas férias estava sendo realmente diferente, pois ela havia deixado os festejos juninos da cidade para se refugiar por entre as flores, mas ela sabia que algo á esperava por trás daquelas montanhas enormes, cheias de mistérios, ainda naquela manhã cinzenta de neve, ela decidiu caminhar em campos distantes, e encontrou uma cabana abandonada, a porta estava entre aberta, e não havia se quer um raio de sol para iluminar aquele lugar, por um instante ela sentiu medo, mas a curiosidade a levou para dentro, o medo o fez caminhar em passos lentos, seu coração batia mais forte, quando de repente ela escuta um barulho e começa a gritar e quando saí correndo um jovem aparece e o abraça, lhe protegendo do medo, nesse instante, ela não sabe se senti mais medo do barulho ou daquele jovem de olhar misterioso,  e com a voz ainda ofegante ela pergunta: _ Quem é você? E ele a olha nos olhos e respondeu:
_ Sou alguém que vive aqui há muito tempo, mas não precisa sentir medo, não vou te fazer mal.
Apesar do medo que ela sentia aquele abraço acalentava seu desespero, e aquele olhar lhe transmitia paz.
Eles conversaram por longas horas, agora ela não sentira mais medo, mas não conseguia entender como aquele jovem conseguia viver naquele lugar, sem comida, sem nada, de certo ele devia alimenta-se com as frutas, pensava ela.
    Todos os dias ela o visitava, e ele sempre a esperava com o sorriso mais lindo, com o olhar mais brilhante que ela conhecia, falavam de sonhos futuros e o olhar dele se entristecia, quando ela falava em partir quando as férias acabassem, pois, ela havia se tornado a luz de sua existência, mas ela sabia que apesar de está todos os dias com ele o conheciam tão pouco, ele sempre evitava um olhar mais profundo, e afastava-se dela sempre que ela tentava beijá-lo. O que poderia haver de errado naquele garoto? Ela pensara constantemente.
    Acabaram-se as férias e ela teve que partir para a cidade, nem deu tempo pra se despedir daquele garoto que havia se tornado tão especial, ela saiu com olhar tristonho, e quando passou perto das montanhas pensou que ele poderia está no caminho acenando-lhe, dando adeus, mas ele não estava.
    Um ano depois, ela foi novamente passar as férias na fazendo do avô, e novamente era inverno, o céu estava nublado, e as montanhas cobertas de neve, ela saiu correndo em busca da cabana próximo à montanha, estava louca pra abraçar o jovem que a conhecera á um ano, mas ele não estava lá, mas ela encontrou uma pedra com uns escritos assim, “te amo Caroline, pra sempre te amarei, você viverá pra sempre dentro de mim, gostaria de viver eternamente ao teu lado, mas tenho que partir adeus”. Naquele instante ela chorou desesperadamente sem saber pra onde ele havia partido, ela também sabia que o amava de verdade, mesmo sem nunca o ter beijado. quando ela chegou a casa foi desabafar com o avô e falou do garoto tão especial que ela nem amenos sabia o nome, e seu experiente avô falou assim: _ Minha querida, você não pode ter conversado tanto tempo assim com aquele menino, por que faz cinco anos que ele faleceu, foi morto lá pros lados da montanha numa triste manhã de junho uma cobra venenosa o matou. ela não queria acreditar, pois ele parecia tão real, e o amor que ambos sentiam era verdadeiro, mas ela nunca mais viu, nem nos seus sonhos ela pode beijá-lo, e todas as manhãs ela saia em busca das montanhas, e podia sentir seu cheiro, mas não conseguia vê-lo, agora ele havia partido pra sempre, mas ela tinha  certeza que do seu coração ele jamais iria sair.


                                         (Luzia Medeiros)

15 comentários:

  1. Nossa, Lu, que romance misterioso! Deu até um medinho no final, rsrs
    Amei!
    Beijos, minha flor!

    ResponderExcluir
  2. Ficou liiiindo *-*
    Você sempre se superando com os seus textos!
    Muito sucesso!

    http://www.juntoemisturado.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu andei ausente pois meu blog estava com problemas,não estava conseguindo mandar comentarios nem fazer login,mas estou de volta,eu estava com saudade do seu cantinho,de lindas e sabias palavras,mas agora que voltei não vo me afasta mais. Deixo a ti esta linda frase: Que a nossa amizade não seja como a lua que apesar de linda às vezes muda de fase, mas que seja como o céu que apesar de lindo é infinito... Tenha um exelente feriadão!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, lindona!!! Tem coisas que, embora o tempo passe, venha a chuva, a ventania, a tempestade... fica sempre intacta na gente. No nosso coração.

    Luzia, te ofereço o selo 106 que encontra-se na página inicial do meu blog, bem no finzinho...

    Tenha um dia abençoado!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Vi que o selo que te ofereci você já tem. Sendo assim, pode levar qualquer outro que te agradar, da mesma página (inicial)!

    ResponderExcluir
  6. Nossa que história encantadora apesar de triste, fiquei imaginando cada detalhe.
    Parabéns!
    Amei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Luzia,

    nossa equipe agradece todas as suas visitas ao nosso blog! Sinta-se sempre em casa quando aparecer por lá!

    Abraços,

    ABL

    ResponderExcluir
  8. Um texto cheio de encantos e mistério, uma delícia de ler.

    beijinhos ♥
    Nina

    me visite também: www.devaneios-fragmentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Jamais desista de si mesmo.
    Jamais desista das pessoas que você ama.
    Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível,
    ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário. Acredite sempre em você,pois todos nós somos capazes,temos uma força dentro de nós que as vezes nem sabemos é só procurarmos,nunca desista dos teus sonhos ei você tem um gigantesco potência acredite sempre em você, Deixo a ti esta mensagem de coração você é muito especial para mim e pro meu cantinho! bjos tenha uma linda sexta feira!

    ResponderExcluir
  10. Olá menina Luzia senti tuas pegadas no meu ostra fiz o percurso e cheguei aqui, mui belo e encantador teu cantinho e este pequeno conto demonstra a profundidade da tua escrita, já estou te seguindo e te convido a participar da 2ª fase do Ostra da Poesia é só enviar um escrito teu para meu email está tudo explicado no ostra na Guia PENA DE OURO, e falando em Ostra, após navegar pelo teus Palavras e Arte o levei para a galeria dos blos Poéticos, vai no Ostra e pega o selo presente ok? e amanhã começa o pena, apareça tb para prestigiar os amigos e votar claro, votando recebes também o selo participação. Beijos com aroma de rosas.. Um FDS de muita luz!

    ResponderExcluir
  11. Oi Luzia,
    Encontrei o end. no blog da Yohanna
    Um encanto tuas palavras. Te seguindo já! ;)

    Se quiser confira meu blog.
    http://posmodernajulieta.blogspot.com

    Facebook Julieta Pós Moderna.
    Se gostar de minhas palavras, siga-me.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. E no coração, tudo é eterno.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Não importa o que é o mundo...
    O importante são seus sonhos!
    Não importa o que você é...
    O importante é o que você quer ser.
    Não importa aonde você está...
    Importa para aonde você quer ir.
    Não importa o porquê...
    O que importa é o querer.
    Não importa suas mágoas...
    O que importa são suas alegrias.
    Não importa o que já passou.. O passado?
    Guarde na sua lembrança.
    Nunca pense em julgar.
    Não veja, apenas olhe.
    Não escute, apenas ouça.
    Não toque, apenas sinta.
    Acredite naquilo que você quiser.
    E não adianta você sonhar...
    Se você não lutar.
    O mundo é um espelho.
    Não seja só o seu reflexo.
    Só acreditando em um futuro.
    Você conseguirá a Paz..
    Para alcançar seus sonhos.
    Afinal o que importa?
    VOCÊ importa!
    Acredite em VOCÊ!
    Eu acredito...
    Tenha uma linda noite, e uma exelente Quarta-feira bjos de uma amiga :)

    ResponderExcluir
  14. Oie, vi o seu poema no Ostra,e achei lindo. Eu também estou participando do 5ª Pena. =D

    beijinhos

    Nina

    ResponderExcluir
  15. Muito lindo seu texto. Parabens! É de arrepiar. Estou te seguindo. Também gosto de escrever.

    http://www.paradigmasdaspalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Espresse aqui o que você achou das minhas palavras. Espalhem um pouco do seu carinho.