3 de agosto de 2012

Mais uma carta de amor. ♥


Amor,

Eu sei que é meio clichê dizer sempre as mesmas palavras, porém, mais uma vez eu me vejo perdida no meio deste vazio. Às vezes, chego a ouvir a tua respiração, como um eco feito de saudade. Um silêncio que parece gritar e só quem ouve é o meu coração.

Nesta manhã fria, eu revirei antigas fotografias, memórias guardadas em um canto qualquer da casa e que agora me fazem chorar ao reviver os momentos que passamos juntos. Teu cheiro ainda permanece em tudo, principalmente em mim.

Alguns momentos são de partidas e outros de chegadas e em todos eu vejo gravado a certeza que o nosso amor não irá se apagar com apenas alguns rabiscos feitos pelo tempo. Haverá sim um recomeço uma nova chegada.

Por isso, te escrevo para dizer que meus sonhos ainda são teus, minha vida ainda permanece inteiramente ligada a tua e mesmo que ajam milhões de primaveras, isso nunca irá mudar.

Ainda estou te esperando no mesmo lugar de sempre. No lar que plantamos a nossa felicidade e sei que quando você ler estas palavras irá voltar para o lugar que nunca deixou de ser teu. E o meu coração irá te receber com todo o amor de sempre. Amo-te até o último suspiro.  Com todo o meu amor, Melina.

                                                          
Luzia Medeiros 


10 comentários:

  1. Olá Luzia!

    O amor pode até ser clicê, mas ao mesmo tempo, cada coisa que pareça ser repetida, é sempre novo. Eu posso repetir "eu te amo" 1 milhão de vezes, mas em cada vez terá um pouco mais de amor nelas. "Amo-te até o último suspiro"...

    Seu texto ficou muito lindo. Talvez tenha acontecido isso, as vezes acontece comigo, de achar que estou escrevendo a mesma coisa, mas para quem lê, não acaba sendo assim. Bem, mesmo assim, parabéns pelo texto. Ficou realmente muito lindo.

    Abraços
    http://suinguken.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amor é isso: é esperar a pessoa amada independente das circunstâncias.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Não importa o quão clichê seja, cartas de amor sempre são belas.

    ResponderExcluir
  4. Porque ainda esperamos. O coração é um reduto de sentimentos que nos transformam. É difícil esquecer. Mas tentamos. Contudo, nem sempre dá. E persiste, é um motor que nos faz andar, alimentado pelo combustível doce de um querer que não abandona. E a gente ama. E ficamos no mesmo lugar a esperar...

    Lindo texto!!

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  5. Desejo um domingo lindo pra você e que a semana que se inicia seja cheia de grandes alegrias.



    Beijos


    Ani


    http://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  7. Que amor, que leveza, que ternura Lúh. Nossa, fantástico, sabe que amo texto assim. Sempre foi e é, perfeita em texto em carta e contos.

    ps; tenho um layout pra ti, quando quiser eu mostro \o

    ResponderExcluir
  8. Amor, Ah! o Amo...Suave e doce sentimento que apesar das inconstantes ondas, se mantém fiel. Tudo espera, tudo suportar!

    Lindo Texto!
    Bjs flor!

    ResponderExcluir
  9. Tem uma poesia do Fernando Pessoa que diz: Todas as cartas de amor são rídiculas...

    Não seriam cartas de amor se não fossem
    Ridículas.
    Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
    Como as outras,
    Ridículas.

    As cartas de amor, se há amor,
    Têm de ser
    Ridículas.


    E eu concordo! linda sua carta!
    opinandoemtudo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. É maravilhoso escrever cartas de amor.

    ResponderExcluir

Espresse aqui o que você achou das minhas palavras. Espalhem um pouco do seu carinho.