17 de agosto de 2011

Apenas mais um desabafo


Quer saber estou cansada das pessoas sem coração, das pessoas que não sabem amar, que num dia parece gostar tanto e no outro diz adeus, e é um adeus de verdade e não um simples até logo, quer saber estou indignada, não quero mais conviver com pessoas assim, prefiro a solidão, pelo menos ela não me magoa e até me entende.
A vida tem me mostrado alguns obstáculos e um deles foi ter colocado em meu caminho pessoas aparentemente doce, porém depois de algum tempo, quando percebem que já as considero importante, elas fogem, saem de minha vida e simplesmente nunca mais retornam, quer saber estou tomando nojo de pessoas assim, pois se não queria ficar pra que se mostrar tão doce, meiga, pessoas assim me dá medo, quero distância, antes que elas me destruam. Mas acho difícil, pois elas me tornam cada dia mais forte, mais preparada pra vida, que está sempre mostrando algumas faces encobertas pelo véu da falsidade. Quer saber eu não perco nada, elas são quem perdi, pois pessoas assim, com coração de pedra jamais saberá o valor que tem o amor.
                                                         (Luzia Medeiros)   

4 comentários:

  1. infelizmente aparece pessoas assim ne em um dia falam de amor eterno no dia seguinte dizem adeus e que nada aconteceu, fica aquele vazio dificil ate de aceitar mais como voce disse "coraçao de pedra jamais saberá o valor que tem o amor" e a pura verdade.
    tenha um otimo dia
    bjuss

    ResponderExcluir
  2. muita verdade. . . as pessoas se escondem e sentem tanto medo de viver que acabam fugindo, sem saber o certo perde toda uma vida, esse tipo de pessoas são a maioria nessa nossa vida, as vezes a solidão é nossa melhor companhia pois não precisa falar,agir, sentir , o que acaba sendo uma descupa para não se viver !!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado a todos pelo carinho, estou visitando menos o blog de todos por que ando meio sem tempo, um abraço.

    ResponderExcluir

Espresse aqui o que você achou das minhas palavras. Espalhem um pouco do seu carinho.