29 de novembro de 2011

O sabor da vida♥


Estou com fome, fome de vida. Eu não entendo por que às vezes o tempo parece estacionar, fica parado, e eu tenho presa pra viver. Quero sentir o real aroma da vida, degustar sua mais profunda essência. Tocar cada nota da sua canção, desenhar em cada linha do teu tempo, e que seja quase infinito este meu desenho. 


Desejo abraçar meus conhecidos como se fossem meus irmãos. Sentir o calor do sol sobre minha pele, tocar a chuva devagar. Quero escrever a poesia que os amantes ainda não escreveram e jogá-las do alto de uma colina, observando para onde o vento as levou. 


Depois, quero deitar na grama verde e olhar o céu com seu azul estonteante. Porque sentir as coisas simples, é sentir a vida como ela é de verdade, com suas linhas bem traçadas, ou simplesmente com suas curvas sinuosas, que devemos observar com cuidado para não deslizar. 


A vida tem uma magia insigne, nada se compara a ela, é por isso que esta fome não passa, porque ela tem tantos sabores a se provar, e às vezes quero tudo de uma vez, o que não é certo, pois precisamos conhecer suas fragrâncias aos poucos. 


É como chegar num pomar, você terá que conhecê-lo minusiosamente, ou do contrario não conhecerá sua real beleza. Agora a fome até passou um pouco, mas ainda estou com vontade de sair gritando por aí, desbravando as esquinas da vida que segue seu rumo devagar e nós às vezes queremos atropela-la com nossos anseios. Mas, agora vou descansar para que a vida repouse, e possa seguir sua trilha sossegada.

                                                             (Luzia Medeiros)

10 comentários:

  1. Que bom sentir fome de vida.
    Amei.

    ResponderExcluir
  2. Estou precisando sentir fome de vida pra ver se consigo correr atrás do que desejo.

    Lindo texto flor!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Que texto profundo, amei muito.
    Está "fome" pela vida, estou precisando.
    Me esqueci de algumas coisas e o tempo está passando.

    Tenha um excelente final de semana Luh, beijo ♥

    ResponderExcluir
  4. É sempre necessário sentir esse tipo de fome.

    ResponderExcluir
  5. Sempre adoro seus textos... Parecem tão cheio de verdades.... Tão cheio de beleza e realidade...

    ResponderExcluir
  6. Eu também adoro seus textos, viu, Marcos, são muito verdadeiros.

    ResponderExcluir
  7. Coração intenso!!!
    bjs moça, obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  8. Lulu, seus textos sempre tão cheios de visualizações lindas, inspiração... Parabéns!
    Também ando procurando sentir a vida da foma que descreveu, mas infelizmente essa corrida maluca do dia-a-dia não tem me permitido. Só sei que cedo ou tarde vou me rebelar, a vida é curta demais para ser tão desperdiçada com estresse e coisas chatas.
    Achei lindo o texto, é exatamente essa busca que tem tomado conta dos meus dias.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Esse texto foi publicado hoje lá no blog.Muito lindo e foi uma honra tê-lo lá.

    ResponderExcluir

Espresse aqui o que você achou das minhas palavras. Espalhem um pouco do seu carinho.