13 de outubro de 2011

Uma carta de amor ♥ outubro, 2011, Canadá.




Augusto, meu eterno amor, 
    
     Já são quase 4:00 h da madrugada e eu aqui neste quarto vazio de um hotel no Canadá, escrevendo-te esta carta, estas poucas linhas para expressar algo maior que a junção destas sinceras palavras. Na verdade eu quero lhe dizer muito mais do que um simples eu te amo, eu necessito dizer urgentemente  que foi inútil todos estes anos em que estive ausente, eu realizei muitos projetos profissionais, foram tantas viagens, meu universo se ampliou e mesmo assim faltava-me praticamente tudo, pois faltava você pra me acalentar.
     Esta carta não é um simples pedido de perdão, mas sim uma maneira que encontrei pra te lembrar daquela menina que conhecestes em tempos passados, aquela que muitas vezes alimentava-se de sonhos, esta garota ainda existe e realizou muitos dos seus sonhos, mas faltou o maior de todos que é ficar pra sempre ao seu lado.
    Tenho que confessar, minha vida mudou bastante desde que resolvi abandonar nossa pequena e pacata cidade aí no interior Paraibano, para voar por esses países distantes, pensando bem eu era simplesmente uma menina que sonhava alto e de tanto acreditar eu realizei muito mais do que poderia imaginar, mas também sofri muito, sobretudo por sentir sua falta a todo instante, no alvorecer até o último raio de sol ao falecer do dia, sua imagem não saía jamais de minhas lembranças. Porém agora é hora de voltar para o meu pequeno mundo, que por ser tão cheio de amor, torna-se maior do que qualquer outro lugar.
     Eu não sei como você está agora, mas sei que deves conservar traços desse mesmo sorriso, o qual olho agora nesta fotografia meio amarelada pelo tempo e pelos climas dos vários lugares por onde passei. Espero que ainda habites o mesmo endereço e não demore a ler esta carta, mal posso esperar para esquecer esses anos de saudades, quando finalmente sentir novamente o calor de seu abraço, aquele que me aqueceu mesmo na distância, quando estive nos lugares mais frios do mundo, inclusive agora que me aqueço tomando um chá quentinho.
    Talvez você jamais entenda o motivo pelo qual te deixei, porque às vezes nem eu mesma compreendo como tive coragem de partir vendo as lágrimas escorrer em seu olhar. Hoje eu quero apenas uma fresta na janela do seu coração para que eu possa entrar e de lá não sair jamais. Em breve estarei no Brasil, só tenho que resolver algumas coisas por aqui, para então pegar o voo da minha felicidade e por fim descansar eternamente em teus braços, em teu amor sereno o qual jamais deveria ter deixado.

                              Um beijo da eterna menina dos teus sonhos, Maria Helena.

                                                     (Luzia Medeiros)

Carta para a 6° edição inspiração, do projeto suas palavras.


9 comentários:

  1. Que linda carta, tão cheia de sentimentos.. Maravilhosamente escrita!

    ResponderExcluir
  2. Sim, uma linda carta de amor. Beijinhos estalados.

    ResponderExcluir
  3. Muito linda carta de reconciliação e puro amor!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  4. Oi, quero te convidar para conferir a entrevista com a Juliane Bastos: http://iasmincruz.blogspot.com/2011/10/entrevista-com-juliane-bastos.html

    Ótimo fds!

    ResponderExcluir
  5. Os sentimentos apontam. Ficam em alto relevo. A carta denota o que se envolve pelos poros. Há uma afetação bonita no que foi escrito. A magia ainda passa, embora com mais finura.

    Fica no ar. Flor querendo nascer. Retalhos se unindo. Bonito mesmo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. É aquela mesma história de sempre, um grande amor nunca termina. São as pessoas que se afastam e os relacionamentos que terminam.

    Belo texto.

    ResponderExcluir
  7. Que lindo aqui *--*
    eu super adorei

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com
    http://pathyoliver.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Uma linda carta de amor, parabéns.

    ResponderExcluir

Espresse aqui o que você achou das minhas palavras. Espalhem um pouco do seu carinho.